Saiba Quais são os Indicados ao Oscar 2017 de Melhor Figurino!

A elegância polida de um ícone da moda nos anos 1960; o glamour pleno dos anos 1940; um universo mágico na década de 1920. Veja todos os filmes e figurinistas indicados ao prêmio de Melhor Figurino no Oscar 2017.

Aliados, figurino de Joanna Johnston

Brad Pitt e Marion Cotillard em Aliados ©Cortesia Paramount Pictures

©CORTESIA PARAMOUNT PICTURES

Estrelando Marion Cotillard e Brad Pitt, o thriller de guerra Aliados resgata o glamour old Hollywood ao acompanhar a trajetória transcontinental de dois espiões nos anos 1940. Ela, em vestidos de shantung e cetim de seda para a noite e casacos de lã para o dia, sempre com cintura marcada; ele, em smokings, ternos de três peças e farda militar, sempre com o penteado impecável.

©Reprodução

©REPRODUÇÃO

A figurinista Joanna Johnston, responsável pelos looks de muitos filmes de guerra como Lincoln, pelo qual já recebeu uma indicação ao Oscar, e pelo estilosíssimo O Agente da U.N.C.L.E., fez um extenso trabalho de pesquisa para encontrar os tecidos e técnicas usadas naquela época, tal qual a trapunto.

Apesar da confecção de figurinos totalmente originais, também arrematou acessórios e peças vintage para complementar certos looks, como óculos escuros Dior e botões de marfim. “Meu lugar favorito para comprar vintage é o Portobello Market, em Londres. Trabalho com os vendedores de lá há muito tempo, sempre encontro o que preciso”, diz ao FFW. Estreia em 16/02.

Animais Fantásticos e Onde Habitam, figurino de Colleen Atwood

Eddie Redmayne à frente do elenco de Animais Fantásticos ©Divulgação

©DIVULGAÇÃO WARNER BROS. PICTURES

Habitué da categoria, Colleen Atwood recebe sua décima segunda indicação ao prêmio da Academia este ano, por seu trabalho no longa de fantasia Animais Fantásticos e Onde Habitam, prequel da saga Harry Potter, de J.K. Rowling. Na Nova York dos anos 1920, Atwood ressalta os traços da personalidade de cada personagem a partir das roupas. A inocência, o perigo, a extravagância.

©Reprodução

©REPRODUÇÃO

“O departamento de arte criou um universo incrível, tão original e belo… Eu me senti livre ao fazer parte disso. Não é Harry Potter, é algo novo, então houve mais latitude”, conta a americana dona de três estatuetas e figurinista quase oficial de Tim Burton. Se debruçou sobre imagens e relatos que encontrou no Museu da Cidade de Nova York e, com isso, criou um mundo tão real quanto mágico ao vestir Eddie Redmayne, Katherine Waterston e Ezra Miller, além de mais de 3.500 figurantes. Em cartaz desde novembro/16.

Florence: Quem é Essa Mulher?, figurino de Consolata Boyle

©Reprodução

©REPRODUÇÃO

Uma socialite nova-iorquina dos anos 1940 sonha em ser cantora de ópera, mas tem uma voz horrível. Por incrível que pareça a história da excêntrica Florence Jenkins é baseada em fatos reais. E a figurinista irlandesa Consolata Boyle entende bem de histórias verídicas de mulheres fortes. Vestiu o elenco de A Rainha, Filomena e A Dama de Ferro, também estrelado por Streep.

©Reprodução

©REPRODUÇÃO

Embora tenha encontrado liberdade na personalidade imaginativa de Florence, Boyle teve de se ater a fatos reais. Pesquisou a fundo a vida da personagem-título e também sobre as pessoas do círculo social dela e desenhou cada detalhe de suas roupas e acessórios a partir de imagens registradas. “Ela gostava de se produzir no dia-a-dia e os vestidos que usava em suas performances eram extremamente exóticos”, explica em entrevista ao Deadline. Disponível para aluguel em VOD.

Jackie, figurino de Madeline Fontaine

©Reprodução

©REPRODUÇÃO

Possivelmente a primeira-dama mais célebre da história dos EUA, Jackeline Kennedy é até hoje uma referência de estilo para mulheres no mundo todo. Para vestir Natalie Portman como ela no filme Jackie, a figurinista francesa Madeline Fontaine (Saint Laurent, O Fabuloso Destino de Amélie Poulain) recriou à risca peças icônicas do guarda-roupa de Kennedy, como o tailleur rosa Chanel que vestiu no dia da morte do marido, em 1963. Entretanto, teve também autonomia para fazer alguns figurinos não tão fieis à história bem registrada em fotos e vídeos.

©Reprodução

©REPRODUÇÃO

É o caso do vestido verde de silhueta fourreau que a personagem usa em concerto na Casa Branca, o qual Fontaine manteve apenas a cor, mas alterou o design. Ainda assim, a elegância que permeia o estilo de Jackie permanece intacta em cada look. Dos casuais sets de calça e blusa e negligés de seda a um belíssimo longo de renda emprestado ao filme pela Maison Dior. Esta é a primeira indicação da figurinista ao Oscar. Estreia em 02/02.

La La Land – Cantando Estações, figurino de Mary Zophres

©Cortesia Paris Filmes

©CORTESIA PARIS FILMES

Único filme da categoria que se passa nos dias hoje, La La Land é cheio de referências a filmes clássicos. O figurino, especialmente, se apropria da paleta multicolorida de musicais como A Roda da Fortuna, Swing Time e os franceses sessentinha Os Guarda-Chuvas do Amor e Duas Garotas Românticas, estrelados por Catherine Deneuve e sua irmã Françoise Dorléac. Mary Zophres também pesquisou fotos da década de 40 para vestir Ryan Gosling e Emma Stone – no caso dela, fotos da atriz Ingrid Bergman.

©Cortesia Paris Filmes

©CORTESIA PARIS FILMES

“Os figurinos me ajudaram muito a caminhar entre os anos 40 e uma sensibilidade contemporânea”, diz Gosling, que aparece em looks de silhuetas slim e cores básicas como bege, marrom e azul ao longo do filme, sobre o trabalho de Zophres, antes indicada por Onde os Fracos Não Tem Vez e, aliás, colaboradora fiel dos irmãos Coen. Os grandes números de dança também exigiram funcionalidade, com roupas que balançam e rodopiam de maneira atraente em cena. “Se existir um Monte Rushmore de figurinistas, o rosto dela tem de estar nele”, brinca o ator. Em cartaz desde janeiro.

A 89ª cerimônia de premiação do Oscar acontece em 26 de fevereiro/17.

Fonte Fashion Forward